Artigos

Conteúdo para você desenvolver sua carreira

As melhores oportunidades estão no mercado escondido

Que tal ler este artigo ouvindo essa canção delícia da Cleo Sol?

***

Você sabia que entre 70 e 80% das vagas de trabalho são ocupadas por recomendação? Você sabia que as melhores oportunidades nem aparecem na internet? Se a sua estratégia para procurar um trabalho consiste em apenas enviar currículos pela internet, então você precisa mudar essa estratégia o quanto antes. Sobretudo quando se trata de Relações Internacionais. É aí que o mercado é escondido mesmo pois, em RI, contrata-se muito por relação de confiança. O mundo é assim: recomendação vale muito. Eu tive a oportunidade de conhecer as grandes organizações internacionais na América do Norte e Europa, dialoguei com diplomatas de diferentes países, multinacionais, ong’s entre outros. Já troquei experiências com tudo quanto é tipo de gente e fato é: networking é a chave para você ter acesso ao mercado escondido.

Mercado escondido?

O mercado escondido consiste nas oportunidades que acontecem por recomendação através da sua rede de contatos. A vaga pode até estar aberta ao público, mas sempre haverá pessoas de confiança recomendadas pelos tomadores de decisão. Isso aconteceu comigo no ano passado. Fui convidada para participar de um processo seletivo para uma representação diplomática e ouvi de dois diplomatas “Queremos você. Vamos abrir o processo seletivo, mas acreditamos que você seja a profissional ideal para esta posição”. Também me lembro que, em 2013, convidei uma diplomata para jantar na minha casa em Montreal e, resumo da história, ela me perguntou “Lina, você não quer vir trabalhar comigo? Em breve vamos abrir uma vaga e você tem o perfil que estou buscando”. Ano passado eu fui recomendada para tomar um café com uma diplomata canadense aposentada que estava trabalhando como consultora para uma organização que engloba as maiores empresas do Québec. Tomamos nosso café, ela gostou de mim e me recomendou para encontrar com a diretora dessa organização. Fui ter minha reunião com a diretora, me apresentei e, no final, ela me perguntou “Lina, quero te oferecer um contrato de trabalho. Você pode começar na semana que vem?”. Essa vaga, definitivamente, nunca apareceu na internet. Esse ano eu fui recomendada para encontrar o CEO de uma startup que possui um projeto no Brasil. Tivemos a reunião e, mais uma vez, saí com um contrato de trabalho. Semana passada eu parabenizei um contato no LinkedIn pela sua nova posição e disse que, um dia, gostaria de lançar um livro pela sua editora. Ele me respondeu prontamente e disse que gostaria de conversar comigo sobre uma parceria pois acompanhava meu trabalho nas redes sociais e tinha certeza de que havia uma sinergia. Resumo da história, estamos nesse momento, negociando um projeto que iremos realizar juntos. Essas são apenas algumas situações que aconteceram comigo que compartilho para ilustrar o fato de que o mercado escondido é real e você precisa entrar nele.

Networking é a única forma

A minha definição de networking é “A arte de construir uma rede de contatos com elegância e eficiência”. Por elegância me refiro muito além da aparência, mas da sua atitude em relação às pessoas. Respeito, gentileza, honestidade, comprometimento, verdade, generosidade, empatia são alguns dos elementos que fazem uma pessoa extremamente elegante. Por eficiência me refiro à habilidade de ser inesquecível para as pessoas com as quais você encontra e ser lembrado quando for contatá-las. De que adianta ter uma pilha de cartões ou milhares de contatos no LinkedIn se, quando você for contatar essas pessoas, elas não se lembrarem de você e não estiverem dispostas a te dar atenção?

Construir uma rede de contatos é uma arte. Você precisa ser leve na abordagem e nunca colocar peso no seu interlocutor. Em breve vou escrever um artigo somente sobre como fazer networking, mas o segredo é sempre ser leve e chegar agregando valor.

Construir relacionamento leva tempo e nem todo mundo tem paciência para tal. E eu entendo. De fato, é cansativo e os resultados acontecem a médio e longo prazo. Você não vai conseguir o emprego dos sonhos no primeiro evento de networking que você for. Eu fui recomendada para as oportunidades que mencionei porque passei tempo com essas pessoas. Porque fui recomendada por pessoas que confiavam em mim. Confiança se constrói com tempo e com verdade. 

Amor e verdade são imbatíveis

Por que essas pessoas me recomendaram? Por que elas gostaram de mim? Porque viram que eu não era uma oportunista. Gente que faz networking só querendo sugar os outros é visto como oportunista. As pessoas sacam logo se você é apenas um vampiro social ou se é uma pessoa do bem, amorosa e verdadeira. Eu conheço muita gente, mas são poucos os quais eu construo relacionamento. E eu faço isso com amor e verdade. Se eu não me identifico com a pessoa, eu não forço a amizade. Eu também não puxo o saco de ninguém. Pessoas em posição de poder que possuem uma consciência para o bem não gostam de puxa saco. Portanto, se você quer construir relacionamento com profissionais para penetrar o mercado escondido, seja amor e verdade na vida dessas pessoas.

Talvez você esteja se perguntando “Lina, como penetrar esse tal de mercado escondido?”. Você precisa de várias ferramentas ao mesmo tempo: saber se apresentar de forma estratégica (elevator pitch), CV no modelo certo, LinkedIn, imagem e linguagem corporal, técnicas de psicologia social, falar idiomas, cartão de visita, fazer networking pessoalmente e online, fazer trabalho voluntário, ter a abordagem correta, entre outros aspectos. Eu sei…. eu sei…

São muitas variáveis, mas você pode aprender e aplicar todas elas. Eu também não sabia nada eu fui aprendendo com o tempo. Através do coaching profissional, que explico nesse vídeo, eu ensino meus coachees como colocar em prática todos esses aspectos. Também vou compartilhar nos artigos aqui no Vagas RI, por isso continue me acompanhando por aqui e nas redes sociais! O importante é você começar! E aí, qual evento você vai e quem você vai chamar para tomar um café?

Beijo no coração,

Lina Donnard
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *